Follow by Email

sejam bem vindos!a este cantinho...

sejam bem vindos!a este cantinho...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010




No céu de todo coração
Tem dia que chove
Tem dia que venta
Tem dia que esquenta.

No meu, quando te vejo
Arregala um sol
Tão grande
Tão feliz
Tão amarelo
Que eu até me esfarelo...

De amor.

PEDRO A. DE OLIVEIRA

Um comentário:

j maria castanho disse...

Alinhavo Restaurador


Por cada vez que o poema se esgarça, e rompe
Deve ele ser novamente cerzido com linhas de prata
Para assim quem o leia, soletre, recite, partilhe, compre
Venda, veja do filigrana a ternura que o pesponte
Nas costuras comuns a quantos consigo trata,
As cruzes em X que os liga, une e ata.

Deve igualmente, na mecânica do restauro
Salpicar a luz da lua prateada com o solfejo da cor
Duma pepita dourada, mítica e fabulosa do Centauro
A tremeluzir num céu de pez, cuja incidência estrelada
Cavalgue galáxias como pradarias de campos em flor,
Que nesse caminho por Quíron trilhado, há a única aura
De magoar a dor, com a luz da cruz na cavalgada.

Que esse astronauta cruzador feito nome primeiro
É o mesmo que ao amor oferece o peito aberto,
Pondo o verbo semeado de alegrete em canteiro
Arroteando jardins nas dunas e areais do deserto!